LIGAÇÃO J. Baptista-J.Cristo


    Imprimir

 

Jesus Nasceu no dia 25 de Dezembro e São João foi Seu percussor ( Veio antes, preparar o Caminho para a chegada do Senhor)

Isto já nos faz compreender, porque Maria aparece no dia 24 de Junho, dia de São João Baptista. Ela não tem contacto com os videntes e isto também nos deve fazer pensar, porque nem todos estavam reunidos naquele dia 24. Mas até ao dia seguinte, nessa noite e no dia 25 todos aqueles que deveriam ficar ao serviço da Rainha da paz são como que estimulados a encontrar-se com Maria e assim de futuro serem os seus mensageiros da paz.

É importante perceber que João Baptista teve um papel importante na 1ª vinda de Cristo. Ele é o último dos profetas que apresenta Cristo ao mundo como Aquele que tira o pecado, que cura a ferida provocada pela desobediência do homem. Ele vem obedecer até à morte.

Maria é a porta por onde O Salvador entra na nossa história para nos curar. Por ela nos vem todas as graças em Cristo Salvador. Ela é a Nova EVA que dá ao mundo o Novo ADÃO (criador e Senhor, para recriar um mundo novo para Seu Pai). ELE vem destruir o Pecado e o seu causador, o demónio.

A ligação entre o dia 24 (dia de São João Baptista) em que Maria aparece com o menino Jesus nos braços e não está com os 6 vidente, mas só no dia 25 ( que simboliza o dia de Natal que é a 25 de Dezembro) em que eles já estão reunidos com Ela, mas sem o Menino Jesus nos braços, e também isto, devemos compreender. É que o mundo não está preparado para acolher o Salvador. São João veio para preparar o mundo para a vinda do Justo, que trás a justiça nas suas mãos. Maria vem trazer de novo Jesus, a Paz que os Anjos cantam em Belém, mas antes tem de preparar o mundo para a vinda do Justo, que se dá a conhecer a 25 de Dezembro. É o dia em que Maria em Medjugorje trás sempre o Menino Jesus nos seus braços, recém nascido. Nós temos que nos preparar. Ela prepara seus filhos para a vinda de Jesus no fim dos tempos. Neste fim dos tempos que como diz Jesus a Santa Faustina na Polónia 1933: «Eu venho como Rei da Misericórdia antes de vir como Justo Juiz no fim dos tempos que pouco a pouco se aproxima».

As aparições de Maria, as datas, as horas das aparições e celebrações na paróquia, assim como os dias das aparições e tantas coisas mais que acontecem em Medjugorje, têm sempre um conteúdo revelador. São anúncio daquilo que Deus nos quer fazer compreender e nós temos que saber ler nas entrelinhas, são tantos sinais que Ele nos dá de leitura, mas se nós que sabemos não os damos conhecer não os descodificarmos, muitos não os vão compreender. Deus pelo Seu Espirito e através dos Santos foi revelando verdades eternas, para a sua Igreja, que antes não eram compreendidas. Deus mostra-se pelos pequeninos e revela a Sua sabedoria nos simples de coração: «porque escondeste estas verdades aos sábios e inteligentes e as revelastes aos pequeninos) Mt. 11,25

 

Maria com Cristo (Ressureição e vida, vitória para o homem caído) é aquela que calcará a serpente, o Dragão infernal, inimigo nº 1 do homem. Cristo por Maria prepara a vitória para o Seu povo. Ele Diz: «Vou renovar todas as coisas».( Mat. 19,28; Ap. 21,5) e (Lc. 4,19 Act.3,21) Como diz Maria em Fátima: «Deus quer estabelecer na terra a devoção ao Meu Imaculado Coração para triunfar ao lado do meu Filho Jesus. Assim o quer o Pai.    ...Por fim o Meu Coração triunfará».

 

Maria agora trará a vitória final. como disse a 25 de Agosto de 1991: Queridos filhos! Mais uma vez vos convido à oração, agora mais do que nunca, desde que o meu plano se começou a realizar.

Satanás é forte e quer destruir os meus projectos de paz e de alegria e levar-vos a pensar, que Meu Filho não é forte, naquilo que decidiu. Por isso, queridos filhos, peço que rezem e jejuem ainda mais intensamente. Convido-vos a alguma renúncia durante nove dias, para que, com a vossa ajuda, se realize tudo aquilo que desejo, de acordo com os segredos iniciados em Fátima. Queridos filhos, quero que compreendam a importância de Minha vinda e a seriedade da situação. Desejo salvar todas as almas e oferecê-las a Deus. Por isso rezemos, para que tudo aquilo que iniciei, (em Fátima), se realize completamente. Obrigada por terdes correspondido ao meu apelo »

 

    Jesus Cristo, pelo seu sangue na Cruz, a Sua primeira vinda destruiu a Morte e libertou-nos do jugo do pecado , que nos tornava escravos do mal.

     Na segunda vinda ele completará a Sua obra e nos restaurará para sempre na ressurreição final.

Portanto tudo isto nos diz que estamos na mudança, e é preciso dar ouvidos à voz do mensageiro que brada e pôr-se a caminho para a Páscoa definitiva, pondo em prática as obras de misericórdia.

     Maria Rainha da Paz, trás de novo a Paz à Terra, não só como Mãe, mas e sobretudo como RAINHA, que tem o poder de decidir.

     Estejamos com Ela e aprontemo-nos para a batalha espiritual que se travará definitivamente.

     Que Deus nos abençoe nesta obra eterna. Amém.

 

Reflexão de Pe. Macedo